Porque é que eu ainda não gosto de levar o meu filho ao circo – Parte 2

A segunda razão porque é eu ainda não gosto de levar o meu filho ao circo é o Palhaço Rico a gozar e humilhar os Palhaços Pobres.

A principal razão de ainda não gostar de levar o meu filho ao circo é o facto dos animais sofrerem violências e humilhações horríveis.

 

Sobre esse tema aprofundei no artigo anterior [ Link ], pelo que se não sabes ainda o que significa haver animais no circo e como talvez assistir a circos com animais possa ser estares a agir contra alguns dos teus valores pessoais e sobretudo contra alguns dos valores que provavelmente desejas passar ao teu filho, lê o artigo aqui [Link]

Relativamente ao tema dos palhaços gostava que não me interpretasses mal pois  eu gosto muito de palhaços. Considero até que os palhaços tiveram sempre três funções muito nobres, fazer sonhar, rir e dizer o que em muitas alturas era impossível alguém dizer excepto se fosse um palhaço. Aliás qualquer humorista ou comediante é na prática uma derivação de um palhaço.

O meu amigo Harald Rothermel é palhaço há vinte e seis anos e há treze anos que arranca sorrisos, dá esperança e faz sonhar crianças hospitalizadas, através do trabalho que desenvolve na Operação Nariz Vermelho. O Harald explicou-me que o Palhaço é um personagem que tem as suas imagens em culturas remotas com a função de mostrar um espelho à sociedade, questionar os costumes e os comportamentos, para dar com isso a oportunidade às pessoas de se verem a si mesmas no seu mais ridículo.

Há personagens Palhaço celebres como o Bobo da Corte, Harlequino, etc. Estes são anteriores aos Palhaços do Circo que por sua vez criou uma dupla/tripla de palhaços que rapidamente se tornou naquilo que entendemos por Palhaços hoje em dia.

A tripla consiste em Palhaço Rico ou Branco que é o que sabe, que pensa e que é inteligente. Em regra geral é quem dá ordens ao(s) palhaços pobres, os Augustos.

Na figura de Palhaço Pobre temos o Primeiro Augusto e o Segundo Augusto. O primeiro é um pouco mais inteligente que o segundo que é totalmente ingénuo – atenção que ingénuo é algo bem diferente de estúpido ou burro. Esta dupla ou tripla tem como objetivo representar os personagens tipo que temos na nossa sociedade.

A questão é que com o tempo na grande maioria das companhias de Circo Tradicional os papéis foram levados a um estado de humor barato no sentido de fazer um jogo com muito efeito de cores, de violência e de volume sonoro e pouco coração/alma. Daí que nesses circos haver muita gente principalmente crianças que se assustam e criam traumas vitalícios de medo.

Já nos circos modernos, como por exemplo, o Cirque du Soleil, o palhaço é mais poético, ligado à vida interior, aos sentimentos.

É no tal jogo com muito efeito de cores, de violência e de volume sonoro que para além de assustar algumas crianças, faz algo bastante pior, diverte e ensina as outras uma série de coisas pouco salutares, nomeadamente que…

– É divertido o mais forte gozar e humilhar o mais fraco.

– É divertido o mais inteligente gozar e humilhar o menos inteligente.

– É divertido o mais forte bater no mais fraco.

– É divertido fazer o mais fraco chorar.

– É ridículo chorar e por isso todos nós nos rimos do fraquinho a chorar.

– É divertido fazer com que o ingénuo caia e se magoe.

– É divertido gritar com os mais fracos até eles chorarem ou quem está à volta se ria.

– É divertido gozar com alguém que dá respostas erradas.

Nas escolas também pode ser muito divertido se eu gozar e humilhar os mais fracos. Também pode ser divertido se eu fizer isso repetidamente à mesma pessoa que, por não ter recursos disponíveis no momento para evitar e/ou dar a volta à situação, torna-se fácil e divertido para mim. Para além disso irei conseguir que todos se riam e eu serei o centro das atenções, o maior. Palmas para mim o Palhaço Branco…

Na minha perspectiva a magia do circo está em mostrar pessoas que fazem feitos extraordinários, ensinando assim às pessoas e sobretudo às crianças que o impossível é na realidade possível, apenas requer paixão, esforço, trabalho e dedicação.

Quanto aos palhaços, são seres mágicos e profissionais extremamente talentosos com um enorme amor pelas crianças. Acredito profundamente que não fazem este tipo de humor por mal e sim por ser o de aplauso mais fácil, até porque o que a maioria das pessoas acha giro é mesmo gozar com alguém. 

O chato é quando esse alguém é o nosso filho. Aí chamamos-lhe bullying…

Assim, acredito que a responsabilidade do tipo de espectáculo que a maioria dos palhaços de circo tradicional faz seja não dos próprios palhaços e sim do público, pois estes (como qualquer produto) tende a ser ou a fazer aquilo que o público quer.

A vantagem das sociedades capitalistas é que quem manda nas empresas (é importante que vejas o circo como uma empresa) em última análise é o consumidor. Muito mais importante que reclamações ou manifestações, o que as empresas são realmente sensíveis é à direcção de compra do consumidor.

As multinacionais de fast-food não começaram a vender hambúrgueres vegetarianos e saladas porque ficaram sensíveis ao facto da produção animal ser o maior poluente do mundo, nem ao enorme sofrimento que esses animais são diariamente sujeitos [ Link ]

As multinacionais de fast-food começaram a vender hambúrgueres vegetarianos e saladas porque são sensíveis à direcção de compra dum consumidor cada vem mais sensível ao facto da produção animal ser o maior poluente do mundo, bem como ao enorme sofrimento que esses animais são diariamente sujeitos.

Por esta lógica quando o Circo Tradicional sentir que o seu público procura circo com palhaços que divertem as crianças ao mesmo tempo que lhes ensinam valores como a compaixão, a partilha, o poder e a magia de ser diferente, etc. rapidamente adaptarão os seus números de palhaços, ou não fosse o circo…

O Maior Espectáculo do Mundo!

Esta foi a minha contribuição de hoje para a Comunidade Pais Mais Ligados, agora quero ver a tua! Aproveita este artigo para manifestares a tua opinião ou até mesmo para abrires um debate sobre o tema. Acredito profundamente que te sirvo melhor se usar o meu tempo e energia a criar novos artigos que te ajudem a tornar numa Mãe ou Pai Mais Ligado. Por este motivo, não entrarei em debates nem poderei a responder aos comentários, mas eu leio todos e ficarei muito feliz em ler o teu. Se este artigo fez sentido para ti, por favor partilha.

Com amor,

António

Gostou deste artigo? Então comente, partilhe e seja o primeiro a receber todos os artigos da comunidade Pais mais Ligados, inscreva-se com o seu nome e e-mail para receber todos os artigos e novidades da comunidade.

Um comentário no post “Porque é que eu ainda não gosto de levar o meu filho ao circo – Parte 2

  1. Adorei poder contribuir para este projeto muito valioso para todos os pais.
    Sou Pai e Palhaço, logo Pailhaço.
    Também estou em busca de aperfeiçoar a ligação com o meu filho pré-adolescente.
    Aproveitem o trabalho do Antonio Ferreira.
    Parabéns.


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.