Deixas clara a tua autoridade desde o primeiro dia de aulas?

Uma das coisas que mais estou muito grato na minha vida é o controlo quase absoluto que tenho sobre a minha agenda. Isso permitiu-me o luxo de passar grande parte da manhã na escola a observar o primeiro dia de aulas do meu filho.

Nessa observação, enquanto via várias pessoas a impor, ditar regras e a fazer ver logo no primeiro dia a sua autoridade, dei-me conta do quanto estou grato por estar intimamente ligado às vendas.

Um vendedor experiente sabe que um dos terrenos mais perigosos é o jogo da demonstração de poder.

Um vendedor experiente não impõe, ele simplesmente vende ideias, conceitos e está realmente comprometido em acrescentar valor ao comprador com o produto ou serviço que está a vender.

Acredito que se eu fosse professor não dava prémios nem castigos, apenas passaria grande parte do meu tempo a vender…

Venderia o quanto eu sou um tipo fixe.

Venderia o quanto é seguro estar aqui comigo.

Venderia o quanto vai ser divertido aprender uma coisa nova.

Venderia as vantagens que os meus amiguinhos irão ter ao aprenderem essa coisa nova.

Venderia as vantagens que os meus amiguinhos irão ter ao serem uma equipa forte e coesa.

Venderia as vantagens que os meus amiguinhos irão ter ao cultivarem a autodisciplina.

Venderia as vantagens que os meus amiguinhos irão ter ao ajudarem os mais fracos.

Venderia as vantagens que os meus amiguinhos irão ter ao serem fortes de corpo e espírito.

Venderia as vantagens que os meus amiguinhos irão ter se todos colaborarmos uns com os outros.

Venderia um mundo de vantagens e diversão.

Usaria esta estratégia uma vez que nunca tive de chamar à atenção ao meu filho para ele se mantivesse focado e atento quando ele está a fazer algo que o diverte e que ele tenha querido fazer. Se eu fosse professor, tendo em conta o salário miserável que me pagam para desenvolver uma das tarefas mais nobres numa sociedade, só faria sentido para mim ter essa profissão se fosse para me divertir todos os dias e para ficar na memoria de centenas ou até de milhares de pessoas como um dos professores que mais marcou a sua vida.

Não há dinheiro que pague a felicidade, a diversão e ter ficado para toda a vida na memória de alguém de uma forma muito positiva.

Por outro lado tendo em conta aquilo que um professor ganha e as condições que está sujeito não justificam passar dias armado em general, zangado, a gritar e outras coisas que mais cedo ou mais tarde acabam em esgotamentos ou depressões. 

Esta foi a minha contribuição desta semana para a Comunidade Pais Mais Ligados, agora quero ver a tua! Aproveita este artigo para manifestares a tua opinião ou até mesmo para abrires um debate sobre o tema. Acredito profundamente que te sirvo melhor se usar o meu tempo e energia a criar novos artigos que te ajudem a tornar numa Mãe ou Pai Mais Ligado. Por este motivo, não entrarei em debates nem poderei a responder aos comentários, mas eu leio todos e ficarei muito feliz em ler o teu. Se este artigo fez sentido para ti, por favor partilha.

Com amor,

António

Gostou deste artigo? Então comente, partilhe e seja o primeiro a receber todos os artigos da comunidade Pais mais Ligados, inscreva-se com o seu nome e e-mail para receber todos os artigos e novidades da comunidade.

2 comentários no post “Deixas clara a tua autoridade desde o primeiro dia de aulas?

  1. A minha sorte é que sou Educadora de Infância, não vou à escola ensinar nada! Os nossos dias (no jardim-de-infancia) resumem-se a pura diversão e investigação de pequenas grandes coisas que nos interessam, em grupo ou individualmente! O que daí possamos aprender é maravilhoso, tal como os dias que passamos todos juntos!


  2. Sou professora por vocação. Desisti de dar aulas no ensino público por sentir que o ministério de educação não reconheceu o meu empenho e dedicação e continuou durante anos a tratar os professores contratados como lixo do sistema.
    Sempre fui uma professora autoritário, mas atenciosa e compreensiva para com os alunos. Raramente tive problemas de comportamento.
    Hoje sou gerente e professora no centro de estudos Bairro de Ideias one continuo a set rigorosa no que toca ao comportamento. Não tenho problemas de comportamento e o silêncio é total.
    Como vendedora compreendo a sua posição, no entanto, como professora não concordo. Com um cliente estamos algumas vezes e podemos recusar receber alguns, no entanto o professor tem que aceitar todos os alunos , os bons, os maus e os assim assim e assegurar que todos aprendem. Se o professor no impor normas rigorosas no inicio do ano, não conseguirá fazer nada dos alunos


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.